UBU REI em Sertãozinho

UBU REI em Sertãozinho

08 Abr 2014

por Naná Betrchelly

Domingo de sol forte e a Cia. Boccaccione sai de viagem para a 4° apresentação comtemplada pelo PROAC – Circulação de Artes Cênicas para Rua, dessa vez para uma cidade bem próxima da nossa: Sertãozinho. Saímos logo após o almoço e dessa vez nossa diretora Tania Alonso nos acompanhou na viagem. Entre brincadeiras e conversas jogadas fora, descobrimos que estamos, em média, na 50° apresentação do Ubu Rei - contagem feita, claro, pelo nosso querido Marcelo Ribeiro, que mais parece um documentário ambulante...

Ao chegarmos à cidade de Sertãozinho, fomos direto ao endereço indicado para nos encontrarmos com uma moça bonita e simpática chamada Thaís, integrante do Coletivo Usiarte. Que vergonha; a rua onde ela nos aguardava era quase uma ladeira com uma subida bem grande e a van, carregando 13 pessoas mais a carreta com nosso cenário, não conseguiu subir e o motorista teve que nos pedir, carinhosamente, que descêssemos da van para que ela chegasse até a esquina mais próxima. Foi a maior gozação; uns diziam que a van não subia porque fulano estava gordo, outros diziam que gordo era sicrano, mas enfim todos desceram e a van ganhou força para a subida.

Fomos muito bem recebidos pelo pessoal do Usiarte - Thais, André, Léo e Cazuza (que até fez a oficina e atuou na peça com a gente). Todos muito atenciosos, proporcionando lanche, café, água e suco tanto para os atores quanto para os oficinandos. O local tinha uma estrutura boa, inclusive um chão plano que facilita a montagem do andaime, estrutura de som, pudemos utilizar o charmoso auditório para a oficina e 14 oficinandos somaram à nossa apresentação.

Porém, o local era distante, em um bairro afastado, e por isso não tivemos um público tão numeroso. Mesmo assim, entendemos a vontade de levar teatro a uma população com pouco acesso à arte e isso foi válido. A apresentação correu perfeita, divertindo tanto ao público, oficinandos e atores da companhia. O coletivo está de parabéns pela estrutura que nos proporcionou.

Após desmontarmos o cenário e carregarmos a van, o pessoal do Usiarte nos levou para a sua sede, onde um jantar delicioso nos aguardava. Deixo aqui o nosso muito obrigado a todos (Usiarte, oficinandos e público) que nos receberam com tanto carinho nessa cidade vizinha!

COMENTÁRIOS